terça-feira, 21 de julho de 2015

Siren Scream: Empire of Lost Souls



Deathcore


O nível de One Man Band é realmente incrível, esse mercado tem crescido de forma impactante e defendo e a qualidade dos trabalhos são realmente excelentes.

Uma One Man Band que aparece trazendo um trabalho que deveria ser exemplo para todos é a Siren Scream, um projeto que mostra que a realidade de chegar a realizar um sonho pode ser real, mas para isso você vai chorar sangue, e do sangue nasce a mais gratificante das sementes.

Em seu pouco conhecido trabalho, o músico Eugene Belov, um homem de criatividade muito boa, consegue colocar em pratica toda a sua capacidade musical, criando uma sonoridade impecável e destruidora.

A primeira faixa do seu trabalho de apenas 4 musicas é intitulada “The Day the Earth Stood Still” e ela tem uma linha um tanto mais eletrônica, mas consegue ainda ficar dentro do mundo do Deathcore, a introdução é surpreende porque se você acha que vai ser totalmente instrumental você está enganado, ela conta com vocal e um vocal da melhor qualidade.

Um dos grandes problemas é que eu nunca vou ver essa banda ao vivo, primeiro porque não é tão conhecida, segundo porque é uma One Man Band, mas creio que só esse álbum já vale a pena por completo, porque realmente apresenta um trabalho da melhor qualidade.

Project [Kleopatra], um nome magnífico para uma música, um nome que consegue combinar com a sonoridade da música, a linha de Deathcore do projeto é muito bem pensada, muito bem montada, uma guitarra que consegue fazer peso e melodia rapidamente, uma bateria que consegue ir de algo mais marcado como um simples momento de pedal duplo, que consegue é claro, combinar perfeitamente com a música, ou então, uma velocidade muito intensa conseguindo trabalhar e explorar tudo que tem de melhor na bateria.

Esse projeto nasceu na Rússia, e a Rússia tem sempre apresentado excelentes nomes do Metal, ganhando um espaço, pelo menos para mim, em no Melodic Death Metal com excelente linha de guitarras e vocal e uma bateria sempre muito bem trabalhada, e a criatividade do projeto Siren é realmente muito compatível com o cenário da Rússia de Melodic Death Metal que é sempre explorando o máximo possível dos instrumentos para criar uma sonoridade sempre muito boa.

É realmente impressionante a capacidade de um único músico construir um álbum tão bem feito, tanto é verdade que se escutar a música “Empire of Lost Souls” você consegue imaginar que ela foi tocada por uma banda de 5 pessoas ou mais, pela capacidade instrumental de todos os instrumentos e do vocal também, uma música impecável, uma qualidade excelente.

Empire of Lost Souls apresenta uma bateria com um pedal duplo extremamente rápido, um pedal que consegue ser destruidor e que consegue esmagar tudo pelo seu caminho, uma guitarra que consegue trazer um pouco do Technical Death Metal em alguns momentos e isso é genial, poucas bandas conseguem fazer isso, um Deathcore tão bem feito, ainda mais se tratando de apenas um membro.
O gutural consegue mesclar perfeitamente com um timbre mais rasgado, uma forma mais podre do som, mas isso não deixa a música ruim em momento algum, ela se torna ainda mais completa.

Para fechar o álbum aparece a música “We Are Creating Way” que para ser bem sincero, tem tudo para ser a melhor do álbum, a melhor pela qualidade que apresenta no vocal que consegue explorar muito bem o peso do gutural e do restante dos instrumentos que tem uma energia incrível e peso para construir a fúria dentro da mente de todos.



Postado por: Renan Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário