domingo, 15 de fevereiro de 2015

ThunderWorks: Thoughts & Thunder



Melodic Death Metal

O Death Metal apresenta excelentes bandas e quando aparece uma banda que sabe trabalhar com um dos seus principais subgêneros que é o Melodic Death Metal, tudo fica ainda mais perfeito.

Muitas bandas nasceram em pouco tempo, isso conseguiu trazer uma sonoridade muito igual por algumas bandas, mas não é o caso da banda ThunderWorks, que consegue criar seu trabalho da melhor maneira possível.

De forma impressionante a banda tem uma qualidade impecável e tem apenas um membro, ou seja, ele é um “one man band”.

Michael J. Amari consegue criar sua sonoridade perfeitamente e criar uma melodia impecável com muita poesia e criatividade, mas nunca saindo do Melodic Death Metal, seu trabalho intitulado “Thoughts & Thunder” é o primeiro e por enquanto único álbum lançado e mesmo sendo independente, ele é extremamente bem feito e de muito bom gosto.

A primeira faixa é intitulada “Trial of Time” e ela deixa nítida a questão do Melodic Death Metal e a qualidade épica que carrega o som é formidável, o vocal é um gutural grunt da melhor qualidade que consegue acompanhar perfeitamente a qualidade do instrumental, pouco tem o que criticar nesse trabalho, para falar a verdade, não consegui apontar um ponto negativo.

Thoughts and Thunder, a faixa título aparece logo em seguida e ela deixa nítido o som do baixo que consegue criar uma nuvem em sua mente deixando tudo ainda mais místico, mas a guitarra consegue trazer uma qualidade impecável e épica pra o som, realmente esse trabalho é digno de ser escutado todos os dias e sempre merecendo todos os aplausos possíveis.

A Vast Unknown tem uma introdução um tanto semelhante com a música anterior, mas ela conta com o vocal que aparece também na introdução e depois ela ganha um peso ainda maior, o gutural é realmente uma arma potente que Michael conseguiu explorar muito bem o vocal e não deixou faltar nada do lado do instrumental, tudo muito bem pensado, tudo muito bem produzido e gravado, uma música melhor que a outra tornando esse álbum que tem uma arte de capa linda, cada vez melhor.

Não se pode deixar a arte de capa de lado, ela é um ponto extremamente importante para conseguir chamar o publico e essa arte chama o público da melhor forma possível, um tom de azul é utilizado nela, dando uma sensação de paz com caos, uma forma diferente de atrair o publico, mas que combina perfeitamente com a qualidade impactante de todas as faixas, um trabalho completo.

Rainwalker e Led by Shadows conseguem deixar claro a criatividade do músico e seu talento também, a primeira é a faixa que consegue trazer uma introdução de paz e de total tranquilidade explorando tudo que existe no mundo do melódico, porem, essa regra não está sendo aplicada na faixa seguinte, da qual intitulada “Led by Shadows” que é uma música de extremo bom gosto, porem, muito mais pesada, e o músico deixou claro que sabe trabalhar com o Melodic Death Metal e conseguir puxar o Death Metal em alguns momentos deixando o gênero ainda mais potente e ganhando mais um nome que tem toda potência para fazer a diferença no mundo underground do metal extremo.

Reality or Dream é uma música que começa com uma guitarra totalmente ardida e depois puxa um lado totalmente brutal, uma música que consegue expandir a energia e te trazer para o lado da porrada lindamente sem piedade, uma música incrível que consegue fazer você se sentir em outro estado de espírito.

Para encerrar o álbum aparece a música “...for All Eternity” que tem uma melodia linda que consegue puxar toda a qualidade que você poderia esperar de um músico igual Michael J. Amari, um encerramento perfeito para o álbum que tem uma qualidade impecável.




Postado por: Renan Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário