sábado, 7 de fevereiro de 2015

Degenerhate: Chronicles of the Apocalypse



Death Metal/ Grindcore



O underground consegue trazer bandas da melhor qualidade e sempre consegue surpreender de forma positiva com sua brutalidade, técnica e criatividade.

A banda Degenerhate é uma das que consegue puxar uma veia extremamente clássica do Death Metal junto do mais puro Grindcore possível.

O som da banda vai muito alem de alguns pontos clássicos, e em seu álbum intitulado “Chronicles of the Apocalypse” que saiu em 2013 via independente a banda deixou claro que seu trabalho é destruidor.

Começando com a música “Bushit” a banda consegue mostrar uma velocidade muito grande em seu instrumental, uma bateria totalmente rápida que consegue puxar o Grindcore quebrado em alguns momentos, o vocal é extremamente aberto em alguns momentos, um vocal que é ácido e que chega a ser difícil de fazer igual, a música conta com uma guitarra muito ardida e tão rápida quanto poderia ser realmente o Grindcore aparece mais no começo do álbum.

 Earth First começa com uma introdução com uma pessoa dizendo algumas coisas e logo depois aparece um instrumental digno do Death Metal, uma velocidade muito grande e um gutural muito bem trabalhado, fechado e que consegue mostrar a raiva de todas as formas, a bateria trabalhada muito bem também com os pratos, uma música que consegue com seus 53 segundos ser um caos puro.

Um dos pontos que a banda não deixou de seguir por ser Grindcore é o fato de ter uma sonoridade muito rápida e muito potente e ácida, porem, nenhuma música vai alem de 2 minutos, trazendo ainda mais o clássico e curto modo de fazer músicas do universo Grindcore.

War Inside My Head começa com um instrumental muito violento, a banda consegue puxar musicas de muita energia uma ligada com a outra e isso é formidável, a faixa War Inside My Head consegue mostrar a qualidade do vocalista que consegue fazer um gutural muito fechado e um muito aberto e logo em seguida aparece à faixa “Behind The Black Horizon” que tem um pedal duplo muito bem trabalho e ele consegue dar uma densidade muito violenta para a música que consegue ainda mais poder com a sonoridade do baixo que não deixa faltar nada, uma música que poderia ser um tanto mais longa para conseguir curtir mais o som da banda, mas mesmo sendo tão curta ela é excelente.

All The Promises I Have Made consegue provar que esse vocalista é extremamente técnico e um ótimo vocalista, realmente ele consegue chegar em um nível de poder com seu vocal muito grande.

A atmosfera de guerra criada pela banda é algo admirável também, você consegue imaginar bombas caindo por todo território, uma música mais caótica que a outra, uma forma de mostrar o mundo cada vez mais ácida e pesada.

Realmente a banda consegue mostrar a batalha destruidora dos mundos, o  mundo da banda Degenerhate nunca fica sem puxar o sangue, um Grindcore com Death Metal da melhor qualidade.

Fur Is Dead começa como se você estivesse em uma sala de interrogatórios e você estivesse amarrado em uma cadeira e assim que começa o instrumental e vocal você consegue sentir o medo entrar em sua alma, uma forma viva de conhecer o inferno, uma banda que consegue mostrar a cadência demoníaca da mente humana.

Turn Off The TV Turn On The Brain é uma música que consegue explorar tudo que tem de mais retardado dentro dos vocais, tanto o mais aberto quanto o mais fechado, gutural sangrento que consegue vomitar a alma negra e criar um exercito de pura ira.



Postado por: Renan Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário