domingo, 4 de janeiro de 2015

Dreamgrave: Presentiment



Gothic/Doom Metal


Dreamgrave, um nome que nasce para ficar em sua mente.

Presentiment é o nome do primeiro álbum da banda, e essa linda obra saiu via independente que chega a ser surpreende pela qualidade e pela criatividade do trabalho da banda.

A arte de capa consegue agradar de forma magnífica, uma arte que consegue explorar o que existe de mais impactante das cores, como se o dia estivesse nascendo, nascendo junto da sonoridade diferente dessa banda excelente.

A primeira música do álbum é intitulada “Ethereal Eternity” um instrumental de forma clássica que consegue puxar para o álbum toda a expectativa do que tem de melhor no mundo do Doom Metal.

Criar expectativa pode ser prejudicial, afinal, elas podem acabar te fazendo esperar algo muito melhor do que aquilo que está sendo criado, mas nesse álbum tudo está melhor do que você imagina.

Black Spiral é a segunda música e a banda consegue apresentar uma sonoridade muito pesada, guitarras bem trabalhadas e de forma violenta, uma bateria muito radia e que consegue explorar muito bem os pratos deixando tudo ainda mais interessante o vocal feminino aparece e consegue trazer uma paz e uma classe muito gigantesca para a música, uma forma de fazer seu som ser lembrado ainda mais.

Não pense que a banda fica apenas no vocal feminino, esse é uma das qualidades dessa banda excelente do Doom Metal, ela consegue mesclar perfeitamente o gutural extremamente profundo, o gutural que não deixa faltar à morte em seu caminho, junto do brilho do vocal feminino que consegue combinar perfeitamente, a música “Memento Mori” mostra bem o vocal gutural que consegue dar outro caminho para a música.

Presentiment é uma das faixas que você consegue entrar no mundo da banda com uma facilidade gigantesca, uma música muito bem feita que tem uma introdução da melhor qualidade, uma forma de fazer você se sentir calmo e sentir ao mesmo tempo a euforia de viver, a guitarra apresenta uma sonoridade bem mais leve logo de cara, uma bateria que não é tão rápida, mas que muda bastante ao decorrer, o vocal é muito bem explorado, muito bem trabalhado, tudo da melhor qualidade e o gutural aparece para mostrar o lado esquecido da mente que está com os pesadelos.

A banda mostra uma junção diferenciada, com o foco de mudar o vocal do feminino que é extremamente mais calmo que o gutural, a banda consegue puxar você para viver mais de um sentimento nas músicas, você consegue entrar no paraíso e beijar o inferno, a banda tem excelentes músicos, por completo, todos sabem trabalhar de forma muito impactante e sabendo trabalhar em equipe de forma organizada a banda cria algo sensacional que é esse primeiro álbum intitulado “Presentiment”, uma obra prima de consegue fazer o Doom Metal ser ainda mais completo.

False Sense of Confidence começa de forma potente e mostrando o que existe de mais obscuro dentro do mundo do Doom Metal, essa banda consegue puxar um pouco do mundo do Gothic Metal também e torna sua música ainda mais completa, ainda mais criativa.

It's Ubiquitous é a faixa que encerra o álbum, uma faixa que consegue trazer toda a calma do mundo e faz com que você tenha um amor ainda mais forte pela banda,  realmente essa banda surpreende com o seu primeiro álbum, lembrando que o primeiro lançamento da banda foi a Demo intitulada “Deadborn Dreams” que é um ótimo trabalho.




Postado por: Renan Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário