sábado, 27 de setembro de 2014

Phobiatic: Fragments of Flagrancy



Technical Death Metal



Uma excelente banda que apresenta um impecável e tradicional Technical Death .

Phobiatic tem uma potência e uma criatividade muito interessante de ser explorada, o motivo é que a banda tem músicos da melhor qualidade e um vocalista que também consegue mostrar que a banda é completa e isso faz a banda brincar com os instrumentos fazendo um som totalmente profissional e totalmente próprio, mas sempre pegando tudo que tem de melhor no Technical Death Metal.

A banda apresenta uma carreira com poucos lançamentos até os dias de hoje, porem, o último álbum que é intitulado “Fragments of Flagrancy” que saiu via Unundeux mostrou que a banda não esta ligando pra poucos lançamentos, a quantidade de lançamentos não está ligada com a qualidade da banda.

Uma das formas mais incríveis da banda mostrar toda a sua potência é logo de cara com a música “Bugging Operation” que é uma música que consegue captar tudo que tem dentro do mundo do Technical Death Metal, quando digo que tem tudo do mundo do Technical Death eu realmente estou falando que a banda consegue colocar as guitarras da forma mais gritante possível, da forma mais melódica também, a bateria sempre rápida e criando um grande impacto para o mundo.

Downward Spiral é uma música que a banda consegue colocar uma guitarra totalmente impactante trabalhando  da melhor forma possível com o baixo que consegue aparecer nitidamente, isso é algo realmente admirável nessa banda, ela consegue jogar a sonoridade do baixo para os ouvidos de todos da forma mais nítida possível, da forma mais impactante possível, a bateria faz com que tudo que tenha em seu caminho seja totalmente destruído, e o vocal não deixa em momento algum faltar fúria, a arma que é a voz nunca fica falhando, a potência do gutural é realmente magnífica, a banda sabe trabalhar com o que tem e faz isso tudo parecer ser tão simples, uma música sensacional que marca esse álbum da melhor forma possível.

Ripped To Shreds a música que consegue carregar muita energia, muito caos, a banda consegue colocar muito caos em seu som e isso é excelente, pois não deixa em momento algum o som ser cansativo, você fica sempre em uma tormenta, sua alma começa a tremer e a música começa a tomar conta da sua mente, uma faixa realmente de muita energia, muito impacto e com muita técnica.

Algo muito interessante dessa banda é que ela consegue expandir sua técnica em todas as músicas e conforme você vai escutar o álbum você consegue perceber o quanto é absurdo o sentimento da banda, a fúria fica nítida, a bateria fica cada vez mais pesada e mais grave, uma batida que não te deixa focar no que vai acontecer em seu futuro, uma guitarra que aparece sempre criando uma atmosfera de caos, como se o mundo estivesse sendo destruído, como se tudo de ruim estivesse acontecendo na humanidade, uma forma de mostrar que em cada minuto nós nos tornamos cada vez mais insignificantes, apenas poeiras dentro de um universo tão vasto, uma banda que sabe trabalhar da melhor forma possível com músicas realmente bem feitas e todas com a potência que deveria ter, uma música melhor que a outra fazendo esse lançamento ser lembrado na carreira da banda, a arte cinza nunca foi tão impactante.

Suitable Method é uma faixa que continua mostrando totalmente a potência da banda, a guitarra criando uma impecável linha, a bateria consegue em todas as músicas mostrar seu lado mais impecável, mas nesse é algo realmente absurdo, a sonoridade dela consegue ser totalmente destruidora, totalmente bem feita, a sonoridade consegue melhorar em todos os momentos.

Em um álbum tão bem feito é complicado apontar a melhor música, mas a faixa Suitable Method é realmente muito bem feita e ela não sei se é a melhor, mas é uma das que mais consegue agradar pela quantidade de riff’s melódicos juntos ao peso absurdo criado pela banda, uma música impactante que consegue fazer o álbum ter uma ótima continuidade, um álbum excelente que merece e que conseguiu muito respeito no mundo do Technical Death Metal mesmo saindo esse ano.




Postado por: Renan Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário