sexta-feira, 18 de julho de 2014

Bloodstrike: Necrobirth



Death Metal


O Death Metal nunca deixou de mostrar que tem excelentes bandas em seu cenário e uma dessas bandas que conseguiu atrair olhares foi a Bloodstrike.


Criada nos Estados Unidos à banda é super nova, ela foi fundada em 2014 e seu primeiro lançamento que é uma Demo intitulada “Necrobirth” apresenta um pouco do que será a carreira dessa banda que tem tudo para dar certo.

A sonoridade da banda é bem carregada, se você é do tipo que gosta de um Death Metal das antigas, aquele Death Metal que conta com uma bateria seca, uma sonoridade produzida de uma forma suja traduzindo da forma mais nítida possível o que é o Death Metal então essa é a banda que você deve escutar e focar muito no som da banda.

A lentidão nos riff’s e na bateria junto do baixo faz com que o Death Metal fique ainda mais pesado e o vocal é incrível, vocal feito pela Holly Wedel, uma mulher que tem uma técnica incrível e sabe dominar muito bem o seu talento com o gutural extremo, quando você escuta o som da banda você logo percebe que ele está bem focado, ele está bem destinado, não é um som perdido apenas para vender, todos que estão ali estão fazendo um trabalho excelente para mostrar que toda a potência e raiva existe e a banda tem capacidade de crescer no mundo do Metal, de fato a banda tem muita capacidade, não é qualquer banda que chega no primeiro trabalho e já mostra uma qualidade tão boa quanto essa banda que em uma Demo de apenas três faixas conseguiu mostrar que o Death Metal que vai seguir na carreira da banda será o mais sólido possível.

Necrobirth é uma Demo com uma junção de músicas muito poderosas e com esse poder a Demo começa com a faixa “In Death We Rot”, uma sensacional criação dessa banda.
Com uma sonoridade totalmente saturada e um baixo muito agressivo a banda começa com sua música da forma mais magnífica que poderia ter, uma metralhadora na bateria com batidas secas e uma guitarra criando uma atmosfera de terremoto dentro da alma de cada fã, quando começa o vocal a banda mostra que não tem ponto negativo, toda a construção está correta, o instrumental está bem feito, a bateria não é repetitiva, o baixo é totalmente destruidor e faz com que você sinta o mundo tremer por completo, de fato essa banda tem tudo para dar certo e reinar um dia no underground ou fora dele, a banda está apenas em seu começo e seu começo é excelente e totalmente impactante.

Com músicas impactantes na Demo a banda segue seu trabalho e chega a segunda faixa intitulada “Skeletal Remains” e essa música começa bem diferente da anterior, ela começa com uma guitarra bem aguda construindo um som bem diferente como se você estivesse dentro do seu pior pesadelo, uma forma de jogar sua mente em um terrível mundo que não tem volta, a euforia do escuro está dominando sua alma conforme a música é tocada, uma impecável faixa que mostra ainda mais a capacidade da banda.
O vocal da música está diferente, diferente não no sentido de sair absolutamente do gutural tão bem executado pela excelente vocalista Holly Wedel, mas o vocal joga do gutural para o lado mais rasgado, um Harsh Vocal praticamente em que deixa a música ainda mais rasgada, e isso é excelente, pois não permite que a música se torne sempre a mesma coisa, a banda é nova e não tem medo de arriscar em criar coisas novas e isso é muito interessante de ser visto em uma banda recente, algo muito interessante também é que nessa faixa a banda muda de ritmos várias vezes e em determinado momento ela consegue deixar com que você escute de forma totalmente nítida o baixo, o baixo toma conta e consegue criar uma atmosfera totalmente diferente e que faz a música triunfar ainda mais.

Para encerrar essa Demo muito bem feita vem a música “Serpent Son” e essa música é interessante porque mostra que a banda consegue ir para um lado mais lento, depois voltar para um lado mais rápido com uma energia um tanto maior, depois voltar novamente para o lado lento e denso da história e essa música lembra um pouco o Brutal Death Metal se focar no gutural, então mostra que a banda é muito bem feita e tem excelentes músicos, Bloodstrike é uma banda que tem tudo para reinar no mundo underground.






Postado por: Renan Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário