quinta-feira, 12 de junho de 2014

Azaghal: Nemesis



A sombra do Black Metal sempre fica mais densa com a qualidade das bandas, e mais um nome que vem trazendo a perfeita junção de melodia com intensidade extrema é a Azaghal.

Azaghal é mais um nome que aparece com muita potência no cenário desse Metal tão incrível.

Se tornou muito difícil falar qual é a melhor banda de Black Metal, se tornou muito difícil dizer qual o país com as melhores bandas, mas uma coisa é certa, a Finlândia sempre carrega excelente artistas, isso dês do Power Metal até o Black Metal.

Com uma carreira bem sólida a banda Azaghal vem trazendo em seu último lançamento que é o álbum intitulado “Nemesis” que saiu em 2012 via Moribund Records, uma sonoridade de extremo bom gosto musical e com muita obscuridade do Black Metal.

A primeira faixa intitulada “De Masticatione Mortuorum”, a música já começa elétrica e com um Harsh Vocal incrível, a técnica é formidável em um som tão bem construído, um Black Metal que não cansa em momento algum, você pode ouvir a música várias vezes, ouvir em vários momentos da sua vida e ela lembrada sempre de tão bem constituída.

Continuando com esse álbum sensacional vem à música incrível chamada “Pohjoisen Valkoinen Kuolema” e nela podemos observar uma sonoridade bem mais puxada pro lado da tortura mental, uma potência muito grande em seus riff’s que trazem todo o clima de uma noite ardente em que seu corpo será banhado a sangue. 
O vocal parece estar mais baixo, mas isso não significa que ele está sem potência, pois pra música ele combinou perfeitamente.

Toda banda boa consegue mudar o ritmo das suas músicas sem perder o impacto e sem fugir do gênero que está propondo seguir, no caso, essa banda conseguiu isso da melhor forma possível e na faixa “Vihasta ja Veritöistä” a batida é mais lenta apesar do pedal duplo, os riff’s são mais puxado pro lado épico do que pro lado cadavérico e tenebroso, é uma verdadeira poesia dentro de um caos mental após uma euforia da alma.
O vocal mostra uma agonia gigantesca a cantar com um Harsh Vocal muito mais aberto e isso combinou perfeitamente com o Baixo e com os outros instrumentos, uma música sensacional que não deixa defeitos em momento algum.

Para alguns a qualidade está focada em um lado diferente, um lado que diz que para o álbum ser bom ele tem que ter uma sequência de músicas excelentes, ou então que ele tem que ser extremo do começo ao fim, e alguns outros podem dizer que pro álbum ser magnífico ele tem que ter um lado único.
O álbum Nemesis apresenta tudo isso e na música “Ex Nihilo” a qualidade é tão impecável que essa é uma das grandes para ganhar o título de melhor faixa do álbum.
O clima é carregado, o tom é totalmente pesado e não deixa nada faltar, e com muita técnica a banda apostou mais no lado denso e não na velocidade extrema e isso deixou a música ainda melhor, algo sensacional.

A banda é muito completa, ela consegue deixar claro a importância de todos os instrumentos, e em nenhum momento nenhum dos instrumentos fica apagado, você consegue ouvir nitidamente o som do Baixo que muitas pessoas têm dificuldade em saber qual é, você consegue ouvir a Bateria totalmente retardada que dita o ritmo da dor e consegue notar o espaço muito importante da Guitarra que distorcida causa muito caos ao cérebro trazendo a noite em forma de morte.

A faixa título tão aguardada vem com um impacto muito grande, uma bateria muito rápida e uma guitarra muito épica, não teria como falar dessa banda sem antes falar que ela é a mais épica do álbum.
A música ficou tão épica que chegou a parecer Demonaz, mas com sua própria característica, a banda consegue ser muito original nas músicas.

Para encerrar o álbum vem a música Satanic Devotion que é totalmente Black Metal, é intensa do começo ao fim, a melhor forma de começar a música, com uma bateria muito rápida ditando o melhor ritmo metralhadora e a guitarra totalmente saturada e distorcida e encerrando a música e o álbum da melhor forma possível também com muita energia, mostrando que esse lançamento é um dos melhores isso se não for o melhor da banda.




Postado por: Renan Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário