segunda-feira, 28 de abril de 2014

Tsjuder: Demonic Possession




A impactante Noruega traz mais um incrível nome do cenário do Black Metal, e essa banda é de uma qualidade tremenda, e até fica difícil falar dela.

Tsjuder a banda que vem trazendo ao longo do tempo uma carreira gigantesca repleta de lançamentos sensacionais e com muita qualidade e técnica e sem falar do sentimento colocado em cada música, e alem disso a banda vem ainda hoje ganhando seguidores no mundo do Black Metal, e do Metal em geral pela sua tamanha qualidade.

E mesmo a banda tendo lançado já bastante material eu escolho falar do álbum “Demonic Possession”, o motivo dessa escolha é a qualidade excelente desse trabalho, que traz uma sonoridade tão crua, tão natural e ao mesmo tempo real do que é o Black Metal Norueguês, e é magnífico dês da arte de capa do álbum que são aquelas fotos clássicas de Black Metal com os membros da banda de Corpse Paint, e isso é magnífico e clássico, então só pode ser um trabalho excelente.

Começando com a faixa intitulada “Eriphion Epistates”, os membros da banda não perdem tempo em mostrar como será o álbum todo, essa música distorcida e muito agitada começa sem perder o foco do Black Metal Old School, e assim vai até o fim.
O vocal é excelente, não tem um momento em que ele deixa de transmitir o ódio e o sentimento de guerra, a bateria é rápida e incansável e contando com o riff magnífico e acelerado da guitarra o trabalho vai ficando melhor a cada comento.
E para coroar a faixa o vocal entra em sintonia com um gutural monstruoso de fundo e quase no término da música acontece um solo que é sensacional e cria uma atmosfera muito angustiante para a música, uma faixa sensacional que já começa o álbum da melhor forma possível.

A segunda faixa então é uma catapulta de energia negativa lançada no mundo, intitulada “Demoner av Satans Rike”, a música começa em uma velocidade incrível, uma carga de intensidade espantadora que ganha uma cadência ao decorrer da faixa, mas nada algo que faz tudo parar, o ódio transmitido nessa música é muito grande e sem dúvidas é uma faixa interessante que te faz entrar no ritmo muito fácil.
O cenário construído por essa música é quase que uma epidemia no mundo onde todo mundo quer matar todo mundo (praticamente essa epidemia existe) e tudo está turbulento e você consumido pelo ódio escolhe alguém para castigar e despejar toda a sua raiva.

A faixa seguinte de número 3 é uma marca sensacional da retaliação do Black Metal Norueguês.
Intitulada “Ancient Hate”, a música ganha um destaque muito grande em todos os polos, e consegue transmitir um sentimento em cada instrumento, a raiva na bateria que solta rápidas batidas, a dor no vocal que junta o Harsh Vocal com o Gutural formando assim uma perfeita e obscura atmosfera, o Baixo que traz um som denso carregando a tristeza com ele, e claro que não poderia faltar à guitarra que não deixa nunca de lado os riff’s rápidos, incansáveis de forma criativa que transmite toda angustia para a música.

E se você estava esperando uma música cadenciada, aquela que vai transmitir para a sua alma uma carga de ódio, porem sem a retaliação, você achou, só que não por completo, pois a faixa seguinte intitulada “Bloodshedding Horror”, conta com uma introdução excelente que mostra o lado mais cadenciado da banda, porem quando o vocal entra o instrumental fica mais rápido, principalmente na questão da bateria.

Deathwish a faixa de número 5 do álbum é igual uma faixa sensacional que é também muito distorcida e saturada, mas contando com o pedal duplo a música ficou tão sensacional junto com os riff’s rápidos da guitarra que conseguiu ser uma das melhores faixas do álbum, e isso só mostra como a banda é impecável, que consegue fazer todas as músicas incríveis sem deixar de lado as suas características e todas transmitindo muito sentimento.

E encerrando o “Demonic Possession” foi escolhida a faixa instrumental intitulada “Outro”, uma faixa rápida de apenas 1 minuto, uma faixa atmosférica que conta com um toque de um sino ao fundo, totalmente tenebroso e assim que encerra essa brilhante obra do Black Metal, mostrando mais uma vez que o Tsjuder é uma das maiores bandas desse gênero.



Postado por: Renan Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário