sábado, 26 de abril de 2014

HateCrime: Рождение...Смерть



E novamente o Black Metal vem chamando total atenção com seu trabalho impactante, e dessa vez vem a banda HateCrime trazendo seu potente trabalho de muita qualidade e muita criatividade.

Não é de hoje que a produção no mundo da música se tornou excelente.
Hoje podemos contar com uma sonoridade excelente sem ruídos, sem nenhum tipo de interferência e com todos os efeitos possíveis criado pelos computadores, e mesmo assim o Black Metal embora tenha realmente ótimas bandas muito bem produzidas, ele ainda continua com uma sonoridade totalmente cadavérica, em estado de putrefação, onde você consegue encontrar um tom melancólico e ao mesmo tempo muito saturado, e talvez por isso o Black Metal consiga sempre surpreender e trazer bandas com trabalhos tão incríveis e únicos.

Fazia bastante tempo que uma banda não acertava tanto em uma sonoridade de uma DEMO tão bem construída em uma base totalmente completa, e quando eu digo completa, quero dizer dês do começo, dês dos menores detalhes feitos na arte de capa, até o ultimo riff que vai encerrar o trabalho, e foi assim que a banda HateCrime começou seu trabalho.

Com uma arte de capa totalmente inesquecível, a banda conseguiu juntar o psicodélico underground obscuro em uma arte de capa que traz um bebe chorando em um tom escuro trabalhando bastante com o cinza e ficou realmente sensacional, e a importância da arte de capa é tão grande que ela da um cenário para o álbum, e esse cenário faz muita diferença.

Sem ter medo de trazer de volta o lado retaliado do Black Metal antigo, a banda HateCrime apresentou uma surpreendente sonoridade em sua DEMO “Рождение...Смерть”.

A primeira faixa do álbum já começa interessante pelo fato de ser a faixa título, ou seja, “Рождение...Смерть”, e se você está esperando algo com bateria cadenciada e um vocal que só transmite um tipo de sentimento, você está totalmente enganado, e assim que começa a música você logo se depara com uma sonoridade potente e muito eletrizante.
Com uma carga totalmente gigante de muita fúria esse impecável Black Metal criado pela banda traz um lado mais negro da alma.
O Harsh Vocal não apresenta uma sonoridade cansativa, não é aquele agudo cansativo de ouvir, é um Harsh Vocal mais fechado, com urros impecáveis que não deixa faltar nada, e os riffs’ da guitarra entram em perfeita sintonia com a bateria, bateria eletrizante que utiliza a metralhadora para dar um ritmo ainda mais acelerado para essa magnífica música.

É muito interessante percebermos que a DEMO tem a função de mostrar a sonoridade da banda, como se fosse um cartão de boas vindas, e com o HateCrime podemos ver que seu trabalho será impecável pela potência, criatividade e energia.

A faixa seguinte de número 2 intitulada “Начинай Убивать”, é uma amostra impecável de uma introdução antiga de Black Metal.
Um Riff’s de guitarra muito distorcido, e logo em seguida um solo de baixo é ouvido, e sem dúvidas, essa banda conseguiu demonstrar muito bem qual a sua proposta no Metal, e nessa faixa ela conseguiu deixar todos os instrumentos evidentes, tornando muito fácil absorver tanto o som da guitarra quanto o som da bateria e do baixo principalmente.

A ultima faixa da DEMO vem com o título de “Забытое Имя”.
Uma faixa eletricamente impecável, e sem dúvida a mais atordoante do álbum, a que mais lembra o Black Metal em sua construção por contar com riff’s rápidos e muito criativos.
Nessa música podemos notar até a junção do Harsh Vocal com o Gutural em alguns momentos, uma sensacional DEMO, da melhor qualidade.




Postado por: Renan Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário