terça-feira, 22 de abril de 2014

Abaddon: Ritual de Potestades



Uma excelente banda nunca deixa de lado uma excelente arte de capa para ilustrar o universo que está por vir em suas músicas.
E com a banda Abaddon isso também aconteceu, e no álbum “Ritual de Potestades” a banda apostou em uma arte de capa excelente, onde mostra em um lugar abandonado uma pessoa com a cabeça de um bode ao fundo e o fogo queimando a palha logo a frente da pessoa com cabeça de bode.
E tão perturbador quanto à capa, é o álbum que traz uma sonoridade impecável, sentimental e muito marcante, pois ela traz variação de ritmos em cada música.

O “Ritual de Potestades” foi lançado em 2013, foi o último lançamento da banda e é excelente por completo, ele mostra uma grande qualidade de todos os músicos e uma evolução na composição mostrando também o amadurecimento de todos da banda.

A primeira faixa intitulada “Tinieblas Perpetuas”, é uma música excelente e muito diferente do ritmo saturado que vai rápido do começo ao fim, a banda apostou mais em um tom mais lento, mas sem fugir do Black Metal tradicional, e com uma guitarra marcante a música já da inicio para o álbum da melhor forma possível, pois se trata de uma faixa com muita qualidade e muito impacto, e fugindo um pouco do apenas Harsh Vocal, Tinieblas conta com gutural em alguns momentos, fazendo com que sua atmosfera se torne mais completa, mais pesada e ainda mais perturbadora.

A segunda faixa intitulada “Funerales De Invierno” é um pouco mais diferente, e bem mais tenebrosa que a primeira.
Com um começo muito esmagador a faixa começa com um vocal em Harsh Vocal como se tudo estivesse sendo banhado por sangue e com um solo extremamente rápido da guitarra saturada que é a marca dessa banda, a música vai se tornando cada vez mais marcante e assim que ela vai avançando ela vai trazendo mais do Black Metal antigo.
Nessa faixa já é possível notar a bateria metralhadora que é clássica no Black Metal, e mesmo com um som saturado e cru, a música conta com momentos de cadência, que dão um sentimento de ódio muito grande para a atmosfera da música, e igual na faixa “Tinieblas Perpetuas”, a “Funerales De Invierno” também conta com gutural, e perto do fim a música volta com o solo saturado e extremamente rápido da guitarra, uma música sensacional e digna de mais do álbum.

A terceira faixa do álbum é sensacional de uma forma tão única que é absurdo a sonoridade e o vocal, a junção completa dessa obra prima fez com que essa terceira faixa estivesse entre as melhores do álbum, e começando de uma forma única, a música traz logo no começo uma voz muito profunda e grave como se a pessoa estivesse possuída, e sem deixar faltar nada, a música vem com toda a potência e conta com invés de um Harsh Vocal, conta com um Gutural, um gutural sensacional que combinou da melhor forma possível com a música.
A bateria rápida e metralhadora fez uma junção incrível com os ritmos do riff’s que traz o cenário de uma verdadeira noite com rituais.
A atmosfera da música é muito intensa e caótica, muito completa e traz o possível título de melhor faixa do álbum para essa incrível composição “Apotegma De Animas”, uma sensacional música do álbum.

A música seguinte que é a quarta música do álbum, é a faixa título “Ritual De Potestades”, é uma música muito diferente de todas, principalmente se tratando de sua introdução.
Uma introdução marcante com muita melodia feita no violão, e isso faz com que fique incrível e criativo o som, e contando com um Harsh Vocal excelente e com muita dor, a música traz todo o seu caos para a vida, e não deixa nada ficar de fora.
A bateria está mais rápida, e essa faixa é incrível no destaque nítido que ela consegue dar para o Baixo.

A mais crua e saturada das faixas é a “En El Nombre Satanas”, uma sensacional música que traz para a vida o lado Old School do Black Metal, e essa faixa retratou muito bem essa sonoridade cadavérica e intensa.

E para encerrar esse álbum, foi escolhido a faixa “Eterno”, uma faixa muito boa, muito intensa e também criativa, com peso e muita qualidade na hora de compor, a banda colocou a junção mais uma vez do Harsh Vocal com o gutural e sem deixar faltar nada, a música traz a sua atmosfera obscura que te coloca em um cenário de tristeza com angustia e muita adrenalina, sem dúvidas uma faixa excelente para encerrar esse álbum que é sem dúvidas uma marca muito impactante do Black Metal.




Postado por: Renan Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário