terça-feira, 4 de março de 2014

Brutal Morticínio: Despertar dos Chacais... O Outono dos Povos



Brutal Morticínio um excelente representante do cenário nacional na obscura parte do Black Metal underground.
Com o álbum “
Despertar dos Chacais... Outono dos Povos”, a banda conseguiu mostrar com muita qualidade o que é o Black Metal pra eles, e trazendo a retalhação a banda conseguiu fazer seu álbum em perfeita junção de peso com obscuridade e uma atmosfera carregada de uma noite sem fim onde só existe a solidão e a dor.

Sem perder a qualidade a banda começa já com a faixa “A Escuridão Me Conforta”, uma faixa com uma bateria criando um som muito melancólico, junto com a bateria do fundo, mas se engana quem acha que a faixa será assim, logo após ao termino da intro, começa o baixo em destaque e deixando o clima ainda mais carregado, e assim continua a pedrada, a banda começa com seu instrumental caótico, dando ainda mais empolgação pro álbum.

Um fator muito interessante que essa banda pegou, foi a utilização da lingua nativa, ou seja, o português, mostrando que consegue fazer um som muito brutal, e ao mesmo tempo muito sonoro, combinando muito bem.

A segunda faixa intitulada “Banho de Sangue”, é uma faixa espetacular ela já começa com uma batida forte sem deixar o tempo de melancolia, e com batidas pesadas a banda segue com essa faixa magnífica muito bem trabalhada, e ela traz o pedal duplo em uma sintonia muito incrível com os pratos, a banda tem um vocal excelente, um vocal rasgado que fica no meio termo entre o Harsh Vocal que é o vocal muito usado no Black Metal e o Gutural, já mais utilizado no Death Metal, e sem perder a potência e a energia a banda segue com a próxima faixa, a “A Eterna Marcha da Devastação”, uma faixa que é tão pesada quanto as outras, mas tem uma introdução bem maior doque as outras, mesmo assim, ela conta com o vocal excelente e atmosferico da banda.

E com a magnífica escolha para os títulos das faixas, a banda lança a faixa em seguida, intitulada “Estúpido e Podre Homem Branco Cristão”, uma música que tem o clima perfeito com a letra.
O obscuro, você imagina uma igreja sendo rodeada de uma névoa negra com todas as pessoas de dentro da igreja falando com duas vozes dizendo todas as verdades do mundo, a música é uma das melhores do álbum, uma verdadeira junção impecável que engloba toda a perterbuação do mundo com o lado esquecido da mente humana.


Logo depois vem a faixa atmosférica que é apenas instrumental “Embarcações Da Morte”, mesmo que você não seja um fã de instrumental, eu aconselho parar pra ouvir, pois essa faixa prepara o clima perfeito para a próxima, a “E a morte triunfa....”, uma metralhadora de sentimento obscuro, tudo muito bem trabalhado em uma faixa curta de apenas 2 minutos, uma voz muito rasgada parecendo que o vocalista está possuído, música que tem uma letra excelente,  e para encerrar esse álbum que é uma obra prima do cenário nacional, temos a faixa A Longa Noite Dos Corvos ( Civilização Cristã), um instrumental perturbador e muito bem feito que combina muito com a arte de capa.

Confira o trabalho da banda abaixo:


Postado por: Renan Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário